Coronavírus » São Paulo - Cidade
Coronavírus: Bruno Covas decreta fechamento do comércio na cidade, a partir de sexta-feira

Supermercados, padarias, restaurantes e farmácias são algumas das exceções do decreto

18/03/2020 20h43

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), assinou um decreto, nesta quarta-feira (18), que determina o fechamento do comércio na capital, a partir de sexta-feira (20) e se estende até o dia 5 de abril. O decreto tem o intuito de prevenir e diminuir a transmissão do novo coronavírus.

Segundo Covas, a restrição só abrange o comércio com atendimentos presenciais. Serviços e atendimentos por telefone ou online estarão permitidos.

“As lojas poderão continuar a funcionar para balanços, entregas delivery, inventário, pequenas reformas. Mas atendimento presencial fica proibido a partir de sexta-feira”, disse o prefeito de São Paulo.

De acordo com o prefeito, os estabelecimentos que não serão fechados e terão autorização de funcionamento durante esse período são apenas padarias, farmácias, restaurantes, lanchonetes, supermercados, postos de gasolina e feiras livres.

Para esses estabelecimentos na excessão, haverá regras a serem cumpridas, como a separação entre mesas do estabelecimento com um metro de distância, a intensificação de limpeza e a disponibilização de álcool gel para os consumidores, além de conter informações sobre a covid-19 no lugar disponível para os clientes.

Fonte: G1.

Diretora de Redação do MBL São Paulo.