São Paulo
Conselheira Tutelar, membro do MBL Sorocaba, toma posse do cargo para mandato de 4 anos

Patrícia Braga é membro do MBL Sorocaba, ela tomou posse no dia 10 de janeiro de 2020 de cargo de Conselheira Tutelar entre os 30 conselheiros do município.

10/01/2020 23h51 - Por João Vitor Braga de Moraes

Patricia Braga, Conselheira Tutelar, membro do Mbl Sorocaba durante a cerimônia de posse do do Conselho Tutelar (foto: arquivo pessoal)

Nesta sexta feira (10/01/2019) ocorreu a cerimônia de posse do novo Conselho Tutelar de Sorocaba, na sede da Prefeitura , com a presença de autoridades dos poderes executivo, legislativo e judiciário.Etiveram também presentes, além dos 30 conselheiros eleitos, seus familiares, imprensa e sociedade civil. Prestigiando a Conselheira Patrícia, o coordenador do MBL Sorocaba, Paulo Braga e o coordenador do MBL Estudantil Sorocaba, João Vitor, também estiveram presentes na cerimônia.

Patrícia e o coordenador do MBL Sorocaba, Paulo Braga(foto: arquivo pessoal)

O histórico de eleições do Conselho Tutelar sempre contou com representantes de entidades ligadas à instituições religiosas ou ligados à partidos de esquerda. Agora, pela primeira vez, a cidade conta com uma representante eleita ligada à um movimento de direita liberal.

Os 30 Conselheiros Eleitos para o mandato de 4 anos.(foto: arquivo pessoal)

Patrícia escolheu como local de atuação a Zona Norte da cidade, área mais populosa do município e com muitas mazelas. A conselheira eleita passou em quarto lugar no concurso público seletivo e nas eleições ficou na posição 26. O pleito teve resultado apertado, com os candidatos disputando voto a voto. O mandato é de 4 anos com direito a uma reeleição.

Patrícia e o coordenador do MBL Estudantil Sorocaba, João Vitor (foto: arquivo pessoal )

A nova conselheira tem experiência de mais de 20 anos em atendimento a crianças e adolescentes. Foi Conselheira Municipal de Saúde em Itapetininga e trabalhou em uma ONG da cidade , que apoiava os bairros menos abastados da região. Na instituição havia uma escola publica que era umas das melhores da cidade e também conseguiu zerar gravidez na adolescência entre os atendidos da entidade, A instituição infelizmente suspendeu suas atividades após problemas financeiros e perseguição política, isso levou Patricia a focar suas atividades na vida pública.

Infelizmente devido exatamente a essas funções públicas, para evitar conflitos de interesse, Patricia está se afastando das atividades do Movimento Brasil Livre, mas mantém os mesmos ideais que o norteiam.

Com a eleição de Patrícia , o MBL Sorocaba permanece aumentando a sua participação na sociedade civil, buscando melhorar as condições da população, focando diretamente na solução dos problemas e defendendo suas causas.