Pará
Confira as últimas medidas que o governo do Pará tomou contra o COVID-19

Medidas vêm com o objetivo de combater e prevenir o coronavírus (COVID-19)

21/03/2020 16h32

Durante a tarde da última sexta-feira, Helder Barbalho (MDB), governador do estado do Pará, divulgou, por meio de suas redes sociais, um conjunto de ações que serão adotadas pelos próximos 15 dias no estado. As medidas adotadas tem por finalidade combater e prevenir a população contra o coronavírus (COVID-19). Contudo, segundo o governador, farmácias, supermercados e laboratórios devem continuar suas atividades normalmente.

As medidas divulgadas pelo governador incluem: Fechamento das fronteiras, marítimas ou terrestres para pessoas, fechamento de bares, restaurantes e casas noturnas, fechamento de shoppings a partir das 20 horas, suspensão do campeonato paraense, Parazão, total suspensão das visitas no sistema prisional, suspensão dos serviços do Detran por 15 dias, suspensão das atividades na Igeprev, fechamento de museus, teatros estação das Docas e centro de convenções.

Além dessas o governo irá reforçar a conscientização com ações educativas no Aeroporto Internacional de Belém e na Ceasa. Contando também com uma maior intensificação da fiscalização no comércio pela Polícia e o Procon, para evitar preços abusivos por parte dos comerciantes, e regras sanitárias para que serviços delivery continuem suas atividades.

Ademais, o governador, anunciou “a proibição do corte de energia elétrica e água pelos próximos 30 dias. Para aquecer e movimentar a economia do Estado, lançaremos um crédito especial para micro e pequenas empresas, no Banpará, com juros de 0,2% e carência de três meses. “Decidimos também, a partir do dia 25, pagar antecipadamente o salário dos servidores. Estamos tomando todas as medidas cabíveis para tranquilizar e manter o nosso Estado em segurança” afirmou Helder.

Outra medida, foi o pedido do executivo à Alepa (Assembleia Legislativa do Pará) que fosse reconhecido o estado de calamidade no Pará. A Casa Legislativa aprovou por unanimidade a questão e além disso instituiu um fundo específico de caráter temporário para ajudar o pequeno e micro empreender nesta pandemia, intitulado Fundo esperança.

Após a aprovação, governo terá a dispensa para executar a lei orçamentária sem precisar atingir as metas fiscais.

Hoje (21), o governador relatou a solicitação do apoio do “governo chinês para a aquisição de materiais médicos, sanitários, além de itens como respiradores, testes rápidos e leitos de UTI com seus insumos. Equipamentos que viabilizem uma melhor luta contra o Covid-19 no Pará.”

O estado do Pará, até o atual momento, apresenta somente dois casos comprovados da doença, um homem de 37 anos e uma mulher de 36 anos, ambos passam por quarentena domiciliar. Contudo ainda existem 81 casos sendo analisados.