fbpx
São Paulo
Com três anos e meio de atraso e lotada, é inaugurada a nova UPA na zona leste de São Paulo

Devido a lotação, pacientes reclamam da demora no atendimento na unidade de São Miguel

02/10/2019 15h09 - Por Cynthia Capucho

Nova UPA da Zona Leste lotada (Foto: Agora Uol)

No final do último mês, a nova UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Tito Lopes, localizada em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo, enfrentou lotação de pacientes que aguardavam por atendimento na sala de espera. Algumas queixas foram levantadas, dentre elas, a demora pelo atendimento. Um paciente relatou ter esperado por duas horas para obter uma avaliação de um clínico geral.

Os pacientes foram orientados por funcionários do Hospital Tide Setubal, próximo à UPA, e de AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) da região, como a “AMA Sítio da Casa Pintada”, a 1,5km de distância, a procurarem pela unidade de saúde recém-inaugurada.

A UPA foi inaugurada no dia 20/09 pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), que disse que a nova UPA terá capacidade para ao menos 10 mil atendimentos por mês, além de 4.800 exames de raio-x e 4.000 de coletas laboratoriais.

“Eu tenho certeza que este é um investimento que vai gerar frutos a médio e longo prazo. Essa é uma obra que vai mudar os índices de saúde da região, que vai dar mais qualidade de vida aos moradores daqui  do entorno”, declarou o prefeito.

A Unidade é a 9ª UPA instalada no município de São Paulo e conta com 16 leitos de emergência, 18 na observação adulta e sete leitos de observação infantil. Com atendimento 24 horas por dia, a UPA conta com 376 colaboradores.

Revisores: Rodrigo Vieira, Felipe Donadi, Luis Fernando Oliveira