Meio Ambiente » Rio de Janeiro
Cheiro e gosto da água está dentro dos padrões pela 1° vez desde a crise, aponta laudo da Cedae

A análise foi feita antes de encontrar detergente na água

04/02/2020 20h41

Um laudo de uma amostra coletada na Estação de Tratamento do Guandu mostra que a água está dentro dos padrões de gosto e cheiro estabelecidos pelas autoridades de saúde, diz relatório da Cedae.

A análise foi feita na segunda-feira (3), antes do fechamento temporário pela presença de detergente na água, e o laudo foi obtido hoje, segundo reportagem do RJ2, da TV Globo.

Várias tentativas para limpar a água já foram feitas. Primeiro foi utilizado carvão ativado, que funciona como um imã, atraindo as moléculas de geosmina. Depois teve o uso da argila ionicamente modificada, que anularia o fósforo, fundamental elemento de atração das algas que estavam contaminando os mananciais.

A Cedae teria que publicar um relatório do nível de geosmina na água nesta terça-feira. Descumpriu a determinação e foi multada em R$100 mil pela Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa) .

Jornalista formado pela UniverCidade, pós-graduado em Sociologia, Política e Cultura pela PUC-Rio. Formado em cinema pela New York Film Academy. Um liberal de direita que luta desde sempre pelos ideais que acredita.