São Paulo - Cidade
Ceagesp começa a descartar alimentos contaminados pelas enchentes

Estimativas apontam R$12 milhões em prejuízos

11/02/2020 16h44

Após a inundação provocada pelas fortes chuvas, a Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo (região mais castigada pelas chuvas), está sem energia nesta terça-feira (11).

Maior entreposto da América Latina, a Ceagesp ainda contabiliza as perdas provocadas pelo temporal. Os comerciantes descartam os alimentos que foram atingidos pelas enchentes. A estimativa é que o prejuízo chegue a R$ 12 milhões.

Em nota, a Ceagesp informa que o nível de água no entreposto baixou desde a noite da última segunda-feira e se encontra em níveis mais baixos na maior parte do Entreposto, fazendo com que equipes de limpeza e manutenção possam trabalhar nos boxes limpando a sujeira trazida pelas águas da enchente do rio Pinheiros.

Entretanto, os portões continuam fechados para entrada e saída de mercadorias até que a situação dentro do mercado esteja normalizada. Por motivos de segurança alimentar e para que nenhum alimento contaminado seja comercializado e chegue indevidamente à mesa do consumidor. Comerciantes iniciaram os trabalhos de limpeza dos boxes e de retirada e descarte dos alimentos que foram contaminados pelas águas da enchente.

Fonte: G1 e R7.

Diretora de Redação do MBL São Paulo.