Coronavírus
Bancos reduzem juros e aumentam prazos para pagamentos de dívidas

Medidas foram adotadas em meio à crise gerada pelo COVID-19

24/03/2020 16h29 - Por Rafael Ghidalevich

Bancos anunciaram medidas para combater os impactos do novo coronavírus na economia, sendo elas: a ampliação de linhas de crédito, redução das taxas de juros, interrupção de 60 dias no pagamento do crédito pessoal ou no financiamento imobiliário.

A redução das taxas de juros começaram a valer nesta segunda-feira (23), a pausa no pagamento de dívidas valerá para empréstimo pessoal e também para empresas. Bradesco, Caixa, Itaú, Unibanco, Santander e Banco do Brasil, irão prolongar por 60 dias os vencimentos de dívidas de pessoas físicas e micro e pequenas empresas para os contratos regularizados, tendo como limite os valores que já foram usados pelo consumidor. Para postergar o pagamento é possível fazer contato com o gerente via telefone ou contactar o banco usando os canais eletrônicos.

“Cada banco irá decidir o prazo e as condições da nova maneira de pagamento. Os bancos estão preparados para facilitar os pagamentos dos clientes e continuarão contribuindo para amenizar os efeitos negativos do coronavírus na economia”, afirma Isaac Sidney, vice-presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), como atestado pelo portal ND Mais.

Dívidas no cartão de crédito e cheque especial não serão impactadas pela medida. Boletos de consumo geral, como água, luz e telefone, além de tributos, que se referem a serviços prestados por concessionárias de serviços públicos/governamentais também não serão afetados.

Fonte: ND Mais