Pará
Aniversário de 404 anos de Belém promete ser marcado por movimento

Manifestação em prol do saneamento básico será no domingo, 12 de janeiro de 2019, e ainda contará com um diálogo com o historiador Michael Pinho e o ambientalista Paulo Pinho

10/01/2020 23h45 - Por Lucas Lima

Neste domingo, dia 12 de janeiro de 2020, a cidade de Belém, capital do estado do Pará, estará completando seus 404 anos, entretanto o que toma destaque não é a celebração que a data traz consigo, mas sim os dados preocupantes levantados pelo Instituto Trata Brasil, a cidade conta somente 6% do esgoto coletado e tratado, isto é, 403 mil moradias lançam esgoto de maneira ilegal nos rios. Tendo conhecimento de tais dados a Associação Amigos de Belém chama a população para uma recolha voluntária do lixo no Ver-o-Rio, que vai ocorrer neste domingo, dia 12 de janeiro de 2020.

 “Apesar de sermos banhados pelo rio, nós não podemos tomar banho nele porque não há balneabilidade, já que escoamos para o rio todo o nosso esgoto”, destaca Paulo Pinho, ambientalista e presidente da Associação Amigos de Belém. Ele ainda declarou: “Escolhemos este local também, em específico a Oca do Índio, para marcar território em defesa à pauta indígena, que vem sendo atacada, e para exigir saneamento e qualidade de vida na nossa capital”.

Belém gera 1800 toneladas de detritos diariamente, além disso, em média 500 mil quilos de lixo são lançados mensalmente nas ruas e canais da capital. Como era de se esperar todo esse dejeto gera um gasto gigantesco de dinheiro público, além de ser altamente prejudicial para a qualidade de vida da população.

Daí a importância novamente frisada do ato em prol da conscientização do saneamento básico e da coleta de lixo. Este contará com a colaboração da equipe de canoagem Caruanas Va’a, a ação tem início as 9 horas da manhã. Após o termino da coleta ainda vai ocorrer uma roda de conversa com os dois pesquisadores e ativistas no tema de desafios urbanos: o historiador Michael Pinho e o engenheiro ambiental Paulo Pinho. A programação ainda conta com o grupo de carimbó Nativos do Mangue.