Coronavírus » São Paulo - Cidade
Alexandre de Moraes decidiu que o estado de SP suspenda o pagamento de sua dívida com a união, para usar os recursos contra a pandemia

O estado de São Paulo é o mais afetado pela pandemia

23/03/2020 10h01 - Por Antonio Glenio

Neste último domingo (22), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decretou que o estado de São Paulo suspenda, por um período de seis meses, o pagamento de parcelas referentes a dívida do estado com a união.

A decisão tomada pelo magistrado atendeu a um pedido do próprio estado de São Paulo. O dinheiro que seria usado para o pagamento deverá, de acordo com a decisão do ministro, ser redirecionado a Secretaria de Saúde do estado, para custear as ações contra a pandemia do Covid-19.

De acordo com o pedido vindo do estado paulista, ele apresenta um quarto da população do país, e é nele que se concentra o maior número de casos referentes ao coronavírus, por isso, o pedido de suspensão do pagamento para destinar os recursos possíveis para as ações do governo paulista contra o Covid-19.

Na decisão, o ministro concluiu: “A medida pleiteada comprova ser patente a necessidade de efetividade de medidas concretas para proteção da saúde pública e da vida dos brasileiros que vivem em São Paulo, com destinação prioritária do orçamento público.”

No último balanço feito no último domingo (22) pelo Ministério da Saúde, o estado de São Paulo possui 631 casos confirmados e 22 mortes resultantes do Covid-19.

Revisores: Rodrigo Vieira.

Fonte: G1.