fbpx
Análise » História » Política » Política Internacional » São Paulo
Afinal, quem é Oswald Mosley?

Criador da União Britânica de Fascistas, em 1932. Ficou conhecido como “mini Hitler” pelos britânicos e líder dos Blackshirts ou Biff Boys, verdadeiras milicias que reagiam com violência contra quem tinha posições contrárias.

15/10/2019 16h14 - Por Beatriz Ferrarez

(Foto:FOX PHOTOS GETTY IMAGES)

A verdade é que todos deveriam saber da existência do criador do BUF, União Britânica de Fascistas, em 1932. Mosley fora eleito para a House of Commons (Câmara dos Comuns do Reino Unido), aos 22 anos, no ano de 1918, logo depois da Primeira Guerra Mundial.

Oswald Mosley sempre foi ligado à política, tanto que após ser eleito pelo Partido Conservador decidiu filiar-se ao Partido Trabalhista, e foi aí então que o seu lado maligno começou a aflorar. Oswald por não ter a liderança do Partido Trabalhista, planejou, criou e comandou o Novo Partido. Tinha sua própria milícia que era denominada por “Biff Boys”, os quais ficavam encarregados de proteger e organizar as reuniões do Novo Partido.

Essa parte da vida de Mosley é retratada na série épica, Peaky Blinders, na sua mais nova temporada. Onde mostra o poder político que Mosley tem sobre os demais parlamentares, que no caso da série, Thommas Shelby, será o seu inimigo da vez, ou nem tanto. Para entender sobre a persuasão, ou até mesmo o comportamento inserido pelo ditador aos seus dominados, aqui está o link para um pronunciamento de Mosley (https://www.youtube.com/watch?v=sPB1jy4vmFA), repare e reflita acerca do jeito como o mesmo se coloca e como o tom da sua voz domina e arrepia.

Historiadores britânicos elegeram Mosley a banca dos piores de cada século do último milênio, um dos motivos para sua inclusão foi: em junho de 1934, a BUF realizou um grande comício onde havia diversas figuras contrárias aos ideais fascistas impostos por Oswald, assim os opositores começaram a falar mal do ditador, quando foram atacados pelo grupo do Novo Partido, os Blackshirts (camisas preta), cerca de mil comissários espancaram brutalmente àqueles que pensavam diferente.

(Foto:AGÊNCIA FOTOGRÁFICA GERAL GETTY IMAGES)

Importante ressaltar o quanto a população é a mesma independente do lugar onde vivem, Mosley hoje não é um perigo para nós, mas os seus seguidores talvez, o mundo à época estava fraco o suficiente para ter claro o sentido correto a seguir, neste exato momento que nos deparamos com as piores coisas do último século, todas têm em comum o fato da população estar abalada, frágil a ponto de existir um “mini Hitler”, como ficou conhecido pelos britânicos o Sir Oswald Mosley. Toda vez que estamos fragilizados a possibilidade de se criar um ditador é grande e é o que faz retrocedermos cem anos na história, a mesma história da qual cansamos de ouvir, mas mesmo assim, gostamos de revivê-la.

Beatriz Ferrarez.