Elso Junior
Membro do MBL-RR, Ex-Presidente do DCE-UFRR, Ex-Vice Presidente da UEE-RR; Apaixonado por esportes e especialista em cultura inútil
O "Distritão" vem aí
Proposta que altera regras para a eleição de 2022 ganha força nos bastidores do congresso.

A eleição de 2022 não é só pauta do Presidente da República. Os deputados começam a articular uma Reforma Política que servirá para manter seus barões intactos em meio a um pleito acirrado. O "Distritão" será mais um capítulo na manutenção dos interesses de corruptos.

Certamente os deputados não ficaram felizes com a renovação na Câmara dos Deputados ocorrida em 2018. Deputados novos e destacados como Kim Kataguiri assustam as velhas raposas da política.

Com o fim de acabar com a renovação a Câmara começou a articular o Distritão; proposta que acaba com as coligações e com a representativade partidária. Neste modelo seriam eleitos os mais votados de cada estado, independente de coligações e partidos.

Portanto, os deputados com mais dinheiro seriam favoritos incontestáveis na disputa eleitoral. Vale lembrar que o financiamento de campanhas brasileiro é majoritariamente público; a divisão de recursos do Fundão Eleitoral seria ainda mais decisiva.

Assim, a esperança de renovação política que surgiu em 2018 pode sofrer nas mãos de um sistema eleitoral cada vez mais injusto. O novo sistema de eleições será uma barreira ainda mais difícil que a atual. Se não houver mobilização contrária o voto valerá cada vez menos.

Gostou do texto? Me siga no Instagram, sugira pautas, participe comigo! Clique aqui!
Entre também no grupo de whats do meu blog. Vem de zap!

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria