fbpx
Congresso Nacional
PSOL e PT: supersalários, aposentadoria especial, 20 assessores e nenhum conhecimento

Que vergonha, deputados…

03/04/2019 16h42

Assistindo à ida do Ministro Paulo Guedes à CCJ da Câmara dos Deputados, uma coisa irrita aos internautas no Twitter: a incapacidade de deputados da extrema-esquerda de formular um questionamento minimamente justo sobre a reforma da previdência.

Parece que inventaram uma reforma paralela – que o governo não apresentou – para criticar. Já falaram que a reforma acaba com a previdência, que vai entregar R$ 1 trilhão aos bancos (?), que não mexe com privilégios e que só pobres vão pagar a conta. Um monte de mentira, já que não tem nada disso no texto original, mas eles seguem firme nesses argumentos.

Aí fica a pergunta: por que um deputado, com salário de R$ 30 mil, que pediu para receber aposentadoria especial de parlamentar, que tem cerca de vinte assessores para auxiliá-lo nas atividades políticas e mais uma verba gigantesca para gastar, não tem a mínima informação sobre algo que vai votar? É uma montanha de dinheiro, um tempo livre enorme, e não há uma crítica decente a um texto que eles devem mudar e votar.

Esses deputados do PT e do PSOL são uma vergonha para o povo brasileiro.