fbpx
Sem categoria
MBL Ceará realiza atos a favor da Operação Lava-Jato e contra o STF

Um dos atos foi realizado na Praça Portugal, uma das mais importantes de Fortaleza.

18/03/2019 10h00

Na tarde desse domingo (17), o MBL Ceará, em conjunto com diversos outros movimentos políticos da capital cearense, realizou um ato público de protesto contra a decisão do STF de transferir a investigação de crimes de caixa dois para a Justiça Eleitoral, tirando os casos da alçada da Lava-Jato.

Os presentes no ato proferiam palavras principalmente contra os ministros Gilmar Mendes e Dias Tóffoli, principais responsáveis pela ofensiva do Tribunal sobre a Lava-Jato. O evento contou com a participação de deputados federais, como Heitor Freire (PSL) e Capitão Wagner (PROS), além do Senador Eduardo Girão (PODEMOS), um dos 27 senadores que assinaram o pedido de criação da CPI da Lava Toga.

O líder do MBL no Ceará, Carmelo Neto, foi o primeiro a discursar em palco montado na praça. Em suas palavras, Carmelo usou termos como ‘’Superior Tribunal da Injustiça’’, e ainda disse: ‘’querem acabar com a lava-jato, porque ela funciona; querem acabar com a lava-jato, porque ela está prendendo o chefe de muitos deles (Ministros do STF) ’’.

Além dele, discursaram Heitor Freire, Capitão Wagner, Eduardo Girão, o vereador Márcio Martins (PR) e o deputado estadual André Fernandes (PSL). Todos defenderam veementemente a Lava-Jato e condenaram as recentes atitudes do Supremo Tribunal Federal.

De acordo com os organizadores do evento, 1000 pessoas estiveram presentes no ato.

Além do evento realizado na capital, o MBL de Juazeiro do Norte, no interior do Estado, se reuniu na Praça do Giradouro, em Juazeiro.