fbpx
Sem categoria
Carmelo Neto, líder do MBL no Ceará, cobra presidente do senado sobre CPI lava Toga

O jovem líder do Movimento Brasil Livre no Ceará usou suas redes sociais para cobrar Davi Alcolumbre

19/03/2019 14h21


O presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) afirmou que a CPI lava toga “não vai fazer bem para o Brasil” e sinalizou que pretende barrar a instauração da mesma no Senado, mesmo a proposição já tendo as assinaturas necessárias.

Após declaração do presidente o líder do Movimento Brasil Livre (MBL) do estado do Ceará, Carmelo Neto, utilizou suas redes sociais para pressionar o parlamentar e também lembrar ao mesmo que ele está na presidência devido a uma mobilização nacional anti-Renan.

Confira o que Carmelo Neto escreveu em suas redes sociais:
“Alcolumbre não quer colocar pra frente a CPI Lava Toga muito menos aceitar qualquer pedido de impeachment. Acho que ele esqueceu de onde veio a força que o colocou na presidência. Nós fizemos um verdadeiro levante anti-Renan. Do mesmo jeito que subiu, cai. Acorda, Davi”

Lembrando da eleição da presidência do Senado onde o líder cearense também utilizou de suas redes sociais e fez uma grande mobilização contra o então candidato Renan Calheiros (MDB-AL) e em prol do nome de Alcolumbre.

No último domingo, 17, o MBL teve diversas manifestações em todo o país em busca de apoio à Lava-jato e contra decisão proferida na quinta, 14, pelo STF em enviar para a justiça eleitoral os processos da operação. Carmelo Neto liderou a mobilização que reuniu centenas de pessoas em Fortaleza e em seu discurso defendeu a CPI lava toga.