fbpx
Brasília
Terminal do Plano Piloto passará por período de reformas

Com risco estrutural, obras custarão R$ 6 milhões e interditarão o trânsito no piso superior.

27/06/2019 09h59 - Por Paulo Rocha

Nesta quarta-feira (26), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou que a estrutura do terminal do Plano Piloto corre risco de desabamento. A informação chegou ao conhecimento depois que um relatório da Novacap apontou fissuras, corrosão, infiltração e desgastes que podem abalar a estrutural do piso superior e resultar num desabamento.

Com quase 60 anos, desde a sua inauguração, a estrutura nunca passou por uma reforma tão profunda, apenas em aspectos estéticos e paisagísticos. Outra agravante deste estado é a manutenção precária e o desgaste natural.

Estacionamentos e uma das duas vias ficarão totalmente bloqueados. A outra via, aberta apenas para veículos de passeio, terá duas faixas liberadas no sentido sul-norte; e a terceira, no sentido norte-sul.


O relatório apontou que um acidente estrutural no local, como aconteceu com o viaduto da Galeria dos Estados, poderia acarretar centenas ou milhares de mortes, dependendo do horário. Estima-se que a circulação diária do terminal varie entre 700 mil a 1 milhão de pessoas por dia.

Os engenheiros responsáveis identificaram na laje de cobertura da plataforma inferior “o rompimento de cabos de protensão de longarinas por corrosão, movimentação anormal com abertura de frestas em vigas de encabeçamento do caixão perdido da plataforma superior, problemas de infiltração, problemas com estrutura do reservatório de incêndio, corrosão nos guarda-corpos dos viadutos, fissuras de vigas e lajes”.

Ainda segundo o relatório, “verificou-se que as fissuras estruturais são as de maior relevância e podem trazer maior risco à segurança estrutural da rodoviária, inclusive risco de colapso estrutural e desabamento, exigindo ações imediatas”.


O Executivo distrital publicará, até a próxima semana, uma licitação emergencial para a escolha da empresa responsável pela execução das obras. A expectativa é a de que a intervenção custe R$ 6 milhões aos cofres públicos. Um decreto de destinação de recursos à Novacap para a intervenção deve ser publicado no Diário Oficial do DF (DODF) nesta quinta-feira (27).


Fonte: Correio Braziliense.