fbpx
Brasília
Servidores da CLDF fogem do ponto eletrônico

Medida em teste está apresentando resultados.

22/05/2019 16h29

Reportagem: Jonas Fernandes
Revisão: Kdu Sena

No início do ano, a Mesa diretora da Câmara Legislativa estabeleceu ponto eletrônico para regular os horários dos servidores. Na quarta-feira (22), 4 dos 7 servidores concursados foram exonerados a pedido de seus cargos comissionados.

De acordo com o Metrópoles, os procuradores concursados precisam trabalhar 6 horas por dia, quando em cargo de confiança, esse horário sobe para 8; na prática os servidores cumpriam apenas 6 horas ou menos antes da implementação do ponto. Dois dos quatro procuradores já haviam atingido o salário de R$ 34 mil, além de ganhar a função comissionada (CL 3), no valor de R$ 3,4 mil.

Fonte: Metrópoles.

Administrador, Jornalista, Professor e Pesquisador. Graduado em Administração e Comércio Exterior. Pós-graduado em Direito, Docência e Gestão Pública. Mestre em Economia pela UnB.