fbpx
Brasília
Serviço Público: Dez servidores já foram demitidos do GDF em 2019

A cada ano, os números de demissões aumentam.

02/05/2019 11h09

Reportagem: Jonas Fernandes
Revisão: Kdu Sena

Dados publicados nessa segunda-feira (25) no Portal da Transparência do GDF informam que 10 servidores do Buriti já foram demitidos neste ano; nove foram destituídos por abandono de cargo e um por improbidade administrativa. Ao todo são 142 processos que tramitam investigando membros da administração, a expectativa é a de que sejam analisados até julho.

O controlador-geral do DF, Adelmário Araújo, explicita que a situação está longe do ideal: “Ao longo dos últimos anos, [os processos] se acumularam porque boa parte deles não foi preparado para julgamento. Nós tivemos alguns que ficaram cerca de três, quatro anos parados sem essa análise que propiciasse o julgamento”. Araújo ainda completou afirmando que certos casos envolvem operação policial e formação de quadrilha, dificultando o trâmite dos processos.

O G1 realizou levantamento em 2018 relativos a demissões e exonerações de servidores nos últimos anos:
• 2015: 17 demissões
• 2016: 37 demissões
• 2017: 67 demissões
• 2018: 40 demissões

Vale ressaltar que, em 2018, o Governo Federal demitiu 72 servidores de Brasília, de acordo com a Controladoria-Geral da União (CGU), sendo que a maioria (40) foram por prática inadequada.
O servidor condenado pode vir a perder o emprego, bônus para cargos de chefia e até ter sua aposentadoria cassada. Para acelerar o trâmite dos processos, a CGU passou a divulgar, no Portal da Transparência, os andamentos dos processos contra servidores. O acompanhamento, disponível no site, é feito mensalmente, sem divulgar os nomes dos servidores.

Fonte: G1.

Administrador, Jornalista, Professor e Pesquisador. Graduado em Administração e Comércio Exterior. Pós-graduado em Direito, Docência e Gestão Pública. Mestre em Economia pela UnB.