fbpx
Sem categoria
Reguffe entra na disputa pela presidência do Senado

Reguffe lança candidatura ao Senado. “Nós precisamos de um Senado que custe muito menos e que seja transparente”.

28/01/2019 13h38

Em meio a tantos desastres ocorridos no campo político uma novidade pode acalentar o coração dos brasileiros. Em meio a grandes manifestações contra a Renan Calheiros (muitas pelo MBL), mais um nome surge para a Casa do Senado. José Antônio Machado Reguffe é carioca, jornalista, economista e atual Senador da República (eleito em 2014 com 57.61% dos votos válidos) pelo Distrito Federal.

O Senador iniciou sua carreira na Câmara Legislativa do Distrito Federal, em 2006, Deputado Federal, em 2014 e finalmente Senador da República com uma postura intransigente em relação à economia no trato do orçamento público. Conhecido e conquistador dos seus eleitores pelos cortes em seus gabinetes Reguffe se notabilizou como figura pública por abrir mão de algumas “prebendas” parlamentares:

  • – Como Deputado Federal reduziu seus assessores de 25 para 9. Economia de R$ 2,3 milhões. Muitos dos 512 outros deputados seguiram a mesma linha o que gerou uma economia de R$ 1,2 bilhão.
  • – Como Senador os cortes chegaram a monta de R$ 16,7 milhões (cortes para 8 anos em caráter irrevogável). Ainda promoveu cortes indiretos como: gasolina em seu carro oficial, despesas com plano de saúde vitalício e outras medidas que se promovidas por outros congressistas no senado promoveriam uma economia cerca de R$ 1,5 bilhões.

No tocante a sua posição em temos polêmicos, destaca-se em votações:

  • Contra o aumento do Fundo Partidário;
  • Favorável a PLC 75/15 (proibição de empresas para campanhas políticas);
  • Contra o relaxamento de Delcídio do Amaral, época que atuou como Senador;
  • Favorável ao impeachment de Dilma;
  • Favorável a PEC do teto dos gastos;
  • Contra a manutenção do mandato de Aécio Neves;
  • Contra o aumento salarial dos Ministros do STF;
  • Dentre outros.

Em registro ao site Metrópoles fala o Senador sobre sua candidatura:

“Os candidatos estão apenas lançando seus nomes. Não estão colocando propostas e compromissos objetivos. O Senado precisa mudar. Nós precisamos ter um Senado mais transparente e que custe muito menos para o contribuinte do que hoje”

O registro de um Senador que tem conduta e boa passagem no Senado é um indicativo positivo das manifestações promovidas pelo MBL ante a rejeição da candidatura de Renan Calheiros. Nota-se, de fato, que existem boas e oportunas opções. Cabe avaliar, no mérito, o candidato que irá trazer a proposta de Guedes e Mouro sem que existam seleções de pautas ou movimentos nada republicanos que muito se conhece na Casa Legislativa.

Em entrevista ao Correio Braziliense declara: “Nós precisamos de um Senado que custe muito menos e que seja transparente”. “Eu quero ver estes temas em debate e quero que minha candidatura coloque essas questões”. Em uma sinalização a gestão eficiente Reguffe traz para o debate sua bagagem e marca eleitoral, relata: “Vou propor tudo aquilo que eu fiz no meu primeiro dia, com o fim do plano de saúde vitalício, fim da aposentadoria especial para parlamentares, fim dos carros oficiais e a redução do número de assessores de 55 para 12, além de cortar para menos da metade a verba para contratar assessores”.

Um coisa é certa. #ForaRenan

Veja mais sobre: Líderes do MBL – Operação Fora Renan

Administrador, Jornalista, Professor e Pesquisador. Graduado em Administração e Comércio Exterior. Pós-graduado em Direito, Docência e Gestão Pública. Mestre em Economia pela UnB.