fbpx
Brasília
Quadrilha causa rombo de R$ 26 milhões no BB

PCDF prende integrantes de operação criminosa fraudulenta

11/05/2019 22h09

Reportagem: Jonas Fernandes

Revisão: Kdu Sena

Logo no início dessa quinta-feira (9), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) executou megaoperação para prender suspeitos investigados por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. No total, são 17 mandatos de prisão e 28 de busca e apreensão cumpridos por investigadores da Coordenação Especial de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado, aos Crimes Contra a Administração Pública e aos Crimes Contra a Ordem Tributária (Cecor). O dano causado aos cofres do Banco do Brasil (BB) é avaliado em R$ 26 milhões entre 2017 e 2018.

Dois mandados de prisão temporária são cumpridos no DF: um deles em Águas Claras e outro no interior de Goiás. Policiais também fazem buscas em São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Rio de Janeiro.

A organização criminosa envolvia ex-servidores do BB e funcionários de 11 empresas especializadas em cobrança de dívidas bancárias. De acordo com a PCDF, o esquema acontecia da seguinte forma:

– As empresas terceirizadas recebiam o percentual de comissões superfaturadas por meio da fraude de valores ressarcidos pelos clientes à instituição financeira;

– Os funcionários do BB se utilizavam de erro técnico para repassar os valores manualmente às empresas cobradoras. Ao mesmo tempo, pessoas ligadas às companhias depositavam quantias enormes aos servidores do Banco do Brasil, diretamente ou por meio de terceiros, em forma de propina.

Fonte: Metrópoles