fbpx
Brasília
Paulo Henrique: o novo Coordenador do novo Núcleo MBL

Nossa equipe entrevistou o coordenador eleito do Núcleo Sobradinho

25/03/2019 13h59

Revisão: Kdu Sena 

Foi oficializada ontem (23) a criação do Núcleo MBL em Sobradinho. Paulo Henrique Rocha foi eleito como o coordenador do núcleo, sendo a ele atribuídas tarefas como: formação da equipe técnica, propagação das ideias liberais na Região Administrativa e a divulgação dos eventos organizados pelo Movimento. 

Veja a entrevista com Paulo Henrique em resumo: 

Você foi eleito como coordenador do MBL no núcleo Sobradinho. Como está se sentindo? 

Ao ser perguntado como se sentia após ter sido eleito como coordenador, Paulo afirma que estava se sentindo muito bem. “Confesso que fiquei nervoso e animado com o que é reservado para o núcleo”, disse. Segundo Paulo, ele já estava há meses fazendo planos para ingressar na coordenação de um núcleo após ver as publicações nas redes sociais dos coordenadores nacionais Rubinho Nunes e Renan Santos.  

Como você entrou no MBL? 

Paulo conheceu o MBL há três anos, assim como muitos, a partir das redes sociais. O seu processo de ingressão ao Movimento se deu após ter feito publicações no seu perfil pessoal do Facebook, e perceber que houve o alto retorno de notificações, entre curtidas e comentários. Em outubro do ano passado pensou que deveria se juntar a um grupo político, após, como ele disse, “ter tomado gosto por política, economia e leis”. De acordo com ele, o MBL era a primeira opção. 

Como foi a primeira reunião de eleição? Quais foram os temas discutidos? 

Paulo apontou que a primeira reunião do novo núcleo foi muito boa e bem participativa. “Um ponto muito importante que foi falado é acerca da nossa atuação nas redes sociais para atingir o máximo de pessoas possíveis, foi assim que o MBL começou, faremos publicações diárias acerca da região, fortalecer e anunciar o núcleo regional e nacional”, falou. 

Como funciona o MBL em uma região administrativa? 

Ao ser perguntado como o MBL funcionará em uma região administrativa, Paulo respondeu que, por não terem prefeitos, secretários ou vereadores, os administradores são responsáveis por “todos os assuntos pertinentes à cidade satélite”. Para ele, o Núcleo “precisará cobrar os secretários distritais acerca dos assuntos pertinentes de sua pasta”. 

Como você vai atuar na administração regional? 

Sua atuação diante da administração regional será marcada pela fiscalização na obra da Rodoviária de Sobradinho, atrasada há mais de 3 meses. “Usei essa situação no meu discurso e mostrei que podemos questionar o administrador regional acerca dos motivos do atraso e a situação do orçamento”, contou. Paulo disse ainda que planeja mostrar os “descasos do poder público que existe na cidade”, sobre “obras mal concluídas, falta de atendimento, negligência” e “corrupção dentro da administração”.  

Já existe um planejamento para o futuro do MBL SOBRADINHO? 

“Sim, claro que sim”, confirmou Paulo. Os dois eventos mais importantes que virão, e estão priorizados, serão: a manifestação a favor da Lava Jato (07/04) e o congresso do MBL Brasília (data provável: 05/05).  

Esse é o atual planejamento para o Núcleo divulgado por Paulo: 

  • Nos dois primeiros dias, montaremos o perfil das redes sociais do núcleo. 
  • Na segunda passaremos a publicar com maior frequência e desenvolver uma regularidade. Durante esse tempo, compartilharemos publicações do MBL Brasília e Nacional, que têm interesse no nosso núcleo. E, por fim, divulgar e convidar as pessoas para a manifestação do dia 7. 
  • Depois da manifestação, faremos o mesmo modus operandi para o Congresso do MBL em Brasília. 
  • Durante esse tempo, desenvolveremos ações sociais para a cidade, como, por exemplo: arrecadação de alimento ou prestação de algum serviço social. 

Haverá reuniões constantes? 

As reuniões, consoante Paulo, serão quinzenais, sendo a primeira marcada para o dia 06/04. A primeira reunião terá um feedback do Núcleo como tópico, sendo prestado um “relatório sobre a atuação de cada [um] na sua função, suas dificuldades, experiências”. Também será falado sobre a manifestação que ocorrerá no dia seguinte (07/04). 

Como será a montagem da equipe? Há planos para isso? 

De acordo com Paulo, no Núcleo estão montadas duas equipes: uma de comunicação, e outra político-jurídica. A equipe de mídia terá dois coordenadores: Ítalo Leandro e Robson Almeida; enquanto ele ficará à frente da equipe político-jurídica, que terá uma “importância maior sobre o que se referir a consulta de leis, assessoria para doações e gestão de recursos nos manifestos”.