fbpx
Brasília
Nova Previdência pode trazer R$ 21,5 bilhões de economia ao GDF

Cálculo foi apresentado pelo Ministério da Economia

27/04/2019 15h47

Revisão: Kdu Sena

O valor que o Governo do Distrito Federal (GDF) paga em pensões, aposentadorias e privilégios pode ser reduzido em R$ 21,59 bilhões nos próximos 10 anos caso a Reforma da Previdência seja aprovada. Os dados foram apresentados pelo Ministério da Economia com base numa projeção da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

O governador Ibaneis (MDB) alertou que o alto valor pago em aposentadorias é um fator que contribuiu para formar a dívida bilionária da CEB. “Vocês sabem que existem servidores que ganham muito, que se aposentam e continuam trabalhando dentro das empresas”, alertou. Um grupo de estudos sobre a Reforma da Previdência foi criada pelo GDF em fevereiro.

O encurtamento da receita do GDF em fevereiro pelo TCDF — ao ordenar que o governo devolva R$ 10 bilhões e deixe de arrecadar R$ 700 milhões ao ano, pelo Imposto de Renda que incide sobre benefícios pagos a profissionais que não são pelo Fundo Constitucional do DF — aliado aos gastos previdenciários é um fator preocupante para o governo.

Entretanto, a Reforma tem encontrado resistência na Câmara Legislativa do DF. Coordenado pelo psolista Fábio Félix, o Fórum Distrital Contra a Reforma da Previdência e em Defesa da Aposentadoria, lançado antes de ontem (24), procurará ser uma “barreira” contra a Proposta de Emenda Constitucional da Previdência.

Fonte: Metrópoles