fbpx
Brasília
Nem tão “Vigilante” assim…

Ex-assessor petista condenado por assalto à mão armada é demitido.

07/07/2019 12h57 - Por Jonas Fernandes

Fausto Passos Machado, que estava à beira da exoneração, acabou sendo demitido após o Presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB), transformar sua “sentença” em ato publicado na segunda-feira (2). O condenado ocupava cargo comissionado no gabinete de Chico (não tão) Vigilante (PT-DF) e já tinha passagem por tráfico de drogas e receptação.

O ex-assessor fazia parte do quadro de indicados da Câmara Legislativa (CLDF) desde setembro de 2016, após polêmica, Fausto pediu sua exoneração. Sua demissão foi justificada por Prudente utilizando o inciso V, do artigo 194, da Lei Complementar no 840, “por utilizar-se de documento sabidamente falso para prova de fato ou circunstância que crie direito ou extinga obrigação perante a administração pública distrital”, referindo-se às certidões de Nada Consta, usadas para verificar se o candidato a servidor não tem condenações judiciais. Além disso, o ex-servidor foi proibido de exercer cargo público por 10 anos.

Chico afirmou que exonerou o servidor assim que soube de sua condenação por roubo e que “Isso não me diz mais respeito”.

Abre o olho, Vigilante!


Fonte: Metrópoles e Correio Braziliense.