fbpx
Congresso Nacional
Movimentos de direita se unem em protesto de “FORA RENAN”

Manifestação contou com a presença de um boneco inflável de 20 metros de Renan Calheiros em roupa de presidiário.

02/02/2019 14h05

No meio da tarde desta sexta-feira (01), inúmeros movimentos de Brasília e outros estados se reuniram do lado do Senado Federal para protestarem contra a candidatura de Renan Calheiros para a presidência do Senado. A ação contou com integrantes do MBL-Brasília, Direita DF, NasRuas, VemPraRua, além de outros movimentos, cidadãos comuns e motoristas que buzinavam em apoio a manifestação.

A manifestação contou com um boneco inflável de Renan Calheiros em roupa de presidiário de pouco mais de 20 metros de altura. Ele foi posicionado acima do Anexo 1 entre o Senado Federal.

Em seu momento de maior concentração, a manifestação chegou a ter 120 pessoas no ato. Os manifestantes se dividiram em 3 grupos: um grupo próximo ao boneco, outro do lado oposto da via e um grupo mais abaixo na via que estendeu uma extensa faixa “FORA RENAN, BUZINE”. A faixa surtiu efeito e a manifestação foi bem recebida pelos motoristas que buzinaram a todo momento, na medida que passavam pelo ato. Pode-se ouvir também, vindo de dentro de uns dos carros, um cidadão gritando: “Fora Renan, O Brasil não precisa de você”.

Thiago Rocha, um dos articuladores da manifestação e participante do Movimento NasRuas, declarou: “A gente fez essa ação com boneco do Renan Calheiros, (…) o Renan Calheiros representa a velha política, todos tem essa impressão negativa dele, nessa figura espúria que ele é. (…) Que é contra o voto aberto, (…) e é importante a gente renovar essa política…”. Jussana Vidica, cidadã de Goiânia acrescentou: “Renan significa a corrupção dentro do senado, dentro do nosso país, dentro da nossa política. os conchavos, a velha raposa, é tudo que não queremos. O nosso Brasil mudou, e nós queremos que a presidência do senado e o senado, também, mude. Nós queremos um novo Brasil…”. Madson Henrique, Coordenador do Direita SP – Núcleo Jundiaí, comentou: “…Eu queria saber a posição de Renan Calheiros sobre as medidas anti corrupção que o Ministro Sérgio Moro irá fazer. Eu, particularmente, sou alagoano, resido em Jundiaí, e como alagoano posso falar com propriedade: “Alagoas, infelizmente, uma pequena parte elegeu Renan Calheiros, mas a grande maioria não quer mais esse político sendo  mentor do nosso estado””.

Entretanto, por volta das 18 horas, a Polícia Militar do DF orientada pela Administração Regional de Brasília, pediu para os manifestantes retirarem o boneco inflável. Um dos policiais determinou o cumprimento do Decreto 26.903/06, que declara: “no caso de instalação de estrutura de apoio para a manifestação, como palcos, tendas, circos, iluminação, balões e outros dispositivos, o responsável deverá requerer autorização junto à Administração Regional da área”. Após negociação entre a polícia e os manifestantes, por respeito e cumprimento da lei, o boneco inflável foi desmontado e desarmado.

Depois disso, a manifestação continuou pacifica e entusiasta acompanhando a votação, quando foi recebida a notícia de que a votação seria em voto aberto, um senhora se segurando em sua bengala gritava: “Renan já era, Renan já era”. E quando foi recebido a notícia de que a votação foi adiada para o dia seguinte, a manifestação terminou de forma pacifica, os manifestantes agradeceram o apoio da Policia Militar e se dispersaram.

Administrador, Jornalista, Professor e Pesquisador. Graduado em Administração e Comércio Exterior. Pós-graduado em Direito, Docência e Gestão Pública. Mestre em Economia pela UnB.