fbpx
Brasília
Marcola: Fundador do PCC e outros líderes são transferidos para presídio em Brasília

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a transferência é parte dos protocolos de segurança pública.

22/03/2019 17h11

Revisão: Kdu Sena

Quatro líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) foram transferidos, hoje (22), da penitenciária Federal de Porto Velho (RO) para Penitenciária Federal de Brasília (DF), próximo a Papuda. Entre os transferidos estão: Marcola; Claúdio barbará; Patrik Wellinton Salomão; e Pedro lís da Silva Moraes.

Os promotores do Ministério Público de São Paulo alegam que havia um plano de resgate de Marcola. Os promotores da da operação alegam que os alvos da ação já teriam gasto dezenas de milhões de dólares nesse plano.

Ao ser questionado, Presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Edvandir Felix de Paiva, disse a jornalistas: ”A transferência de líderes de organizações criminosas é uma prática comum, empregada para garantir o isolamento e, assim, tentar quebrar a cadeia de comando das facções em todo o país”.

Com a transferência de Marcola para Brasília, a área de inteligência do Sistema Penitenciário Federal está em alerta. A Força Nacional de Segurança Pública reforçará a proteção do perímetro das áreas que contornam a Penitenciária Federal de Brasília. A transferência dos chefes da facção paulista vem sendo discutida desde o final do ano passado.

Em Brasília

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, hoje (22), oito pessoas acusadas de integrar uma das células do PCC. Os investigados foram detidos na Operação Continuum, na qual foram executados sete mandados de busca e apreensão.

Segundo o delegado Leonardo de Castro, os sete detidos roubavam e traficavam drogas para “abastecer os caixas da organização criminosa”.

Fonte: Jornal de Brasília, O Globo e Correio Braziliense

Administrador, Jornalista, Professor e Pesquisador. Graduado em Administração e Comércio Exterior. Pós-graduado em Direito, Docência e Gestão Pública. Mestre em Economia pela UnB.