fbpx
Sem Categoria
Distrital do PSB pode ter mandato cassado

MPE pediu cassação de José Gomes por coação de funcionários

15/02/2019 14h14

Revisão: Kdu Sena 

Um pedido de cassação e perda dos direitos políticos por 8 anos do deputado distrital José Gomes (PSB) foi encaminhado nesta terça-feira (12/02) ao Tribunal Regional Federal (TRF) pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). José é acusado pela promotoria de ter coagido funcionários a votarem nele sob pena de demissão, tendo assim praticado abuso de poder econômico. 

Segundo o G1, o distrital teria dito aos funcionários que votar nele seria uma “gratidão pelo emprego”. Para o MPE, a prática teve o intuito de afetar a “legitimidade e a normalidade do pleito em benefício do candidato” por meio de um “emprego nocivo de recursos patrimoniais”.  

De acordo com a denúncia, “desde o instante em que o réu lançou-se pré-candidato ao cargo de deputado distrital, [os funcionários] foram submetidos a odioso processo de assédio e coação para manifestarem seu apoio político em favor daquela candidatura e trabalharem por sua eleição”. 

A defesa do parlamentar alega inocência, e que isso será provado à Justiça Eleitoral. A ação está na mão do desembargador eleitoral Waldir Leôncio Junior. Caso o distrital seja de fato cassado, quem assumirá o mandato será Luzia de Paula, também do PSB. 

Informações: G1, Metrópoles e Destak Brasília.