fbpx
Estudante interrompido, músico frustrado, cozinheiro irregular e fundador (e membro mais controverso) do MBL - Movimento Brasil Livre.
Sim, você pode comemorar o trabalho do Sniper carioca

Comemorar a vitória do sniper é celebrar o triunfo da civilização sobre a barbárie. Do estado de direito sobre a impunidade. Da segurança sobre o medo

20/08/2019 14h48

Começou. As redes sociais estão entupidas de problematizações acerca da operação policial que deu fim às 4 horas de sequestro na ponte Rio-Niterói. O criminoso — que manteve sob cativeiro cerca de 37 vidas — fora abatido por um sniper, em uma operação arriscada e bem sucedida.

O alívio pela libertação das vítimas, somado ao sentimento de revolta de um povo acostumado à impunidade, converteu-se em comemoração nas ruas e nas redes sociais. O atirador de elite, erguendo seu rifle ao ar , virou símbolo da vitória das forças policiais — e por que não da sociedade civil — , diante de um Rio de Janeiro tomado pela bagunça e pelo crime organizado.

Se a esquerda reduz essa miríade de sentimentos à mera “espetacularização da morte”, como fizeram alguns parlamentares do PSOL no Twitter, é porque vive deslocada da realidade do brasileiro comum, que convive com a violência na porta de sua casa, impotente, tomando medidas comoventes para não ser baleado na próxima esquina.

Comemorar a vitória do sniper é celebrar o triunfo da civilização sobre a barbárie. Do estado de direito sobre a impunidade. Da segurança sobre o medo. Não é nem deve ser resumido — e isso tem que ser trazido à baila — no pulinho desajeitado do governador Wilson Witzel, mais preocupado com a afirmação de sua tese (eleitoral) do que no avanço do império da lei.

Não transformemos o ocorrido num tratado sobre sociologia. Temos, sim, problemas sociais terríveis, que devem ser atacados com a gravidade merecida, e que se refletem — inegavelmente — nos terríveis números da violência urbana no Brasil. Mas só poderemos atacar tais mazelas sob a égide de um estado focado na proteção de seus cidadãos. Ponto.