fbpx
Escritor de meia dúzia de artigos, comentarista eventual do MBLNews.
PF prende suspeitos de fraude no seguro-desemprego em Mauá

Operação Mendacium cumpriu 12 mandados de prisão em Mauá contra suspeitos de participação em fraude no seguro-desemprego

15/04/2019 16h50

Operação Mendacium cumpriu 12 mandados de prisão em Mauá contra suspeitos de participação em fraude no seguro-desemprego

Na manhã desta segunda-feira (15), a Polícia Federal deflagrou a segunda fase da Operação Mendacium, cumprindo 21 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão, nas cidades de Mauá (SP), São Paulo (SP), Porangatú (GO) e Ibicuí (BA), ordenados pela 8ª Vara Federal de São Paulo/SP.

Os investigados presos na operação são suspeitos de aplicar fraude para recebimento do benefício do seguro-desemprego em nome de terceiros, utilizando documentos falsos. Mendacium é uma palavra latina que significa falsidade.

A investigação teve início com a denúncia de um trabalhador, sem identificação, em 2017, segundo o qual, terceiros estariam recebendo a prestação em seu nome. A segunda fase da operação foi executada a partir de documentos e informações obtidas por ocasião da deflagração da operação, quando foram cumpridos 4 mandados de busca e apreensão, na capital e Taboão da Serra/SP. Durante a primeira diligência encontraram os líderes em ação criminosa, portando documentos e utensílios utilizados na fraude. Após a primeira ação, os criminosos continuaram a delinquir, como apurado pela PF.

Os prejuízos estimados aos cofres públicos são R$ 20 milhões, no período de 2015/2019, segundo informações do Ministério da Economia. A Polícia Federal divulgou que com a prisão dos suspeitos impediu o recebimento de prestações estimadas em R$ 10 milhões.