Blog do Renan Santos
Estudante interrompido, músico frustrado, cozinheiro irregular e fundador (e membro mais controverso) do MBL.
Direita ética se une contra mentiras bolsonaristas
Não resta mais ninguém na festa do bolsonarismo em queda...

Bolsonaro pode tentar destruir a direita brasileira, mas ainda existe vida inteligente no setor. Após o racha do ano passado - iniciado pelo MBL no dia 26 de Maio - a direita que pensa, composta por grandes nomes que vão de João Amoedo até Nando Moura, mantém carga numa oposição ferrenha ao projeto autoritário do Bolsonarismo.

A tarde desta terça feira(9) viu fenômeno similar: após ser alvo de ataque coordenado das redes bolsonaristas - iniciado por denúncia falsa de funcionário de Gil Diniz (PSL/SP) - o deputado Arthur do Val (Patri/SP) recebeu apoio e solidariedade dos principais nomes da direita independente.

Nando Moura, youtuber e compositor, produziu vídeo detonando a farsa do deputado bolsonarista e demonstrou arrependimento no apoio ao ex-carteiro; Marcel Van Hatten, deputado federal pelo Partido Novo seguiu na mesma linha em seu twitter.

"A campanha de difamação contra @arthurmoledoval com base em uma denúncia "anônima" é abominável, ainda mais agora que veio à tona onde a "denúncia" nasceu! Tentativa de assassinato de reputações é NOJENTO. Sei porque já sofri na minha pele, mas vindo da esquerda"

O apresentador de TV e humorista Danilo Gentili, em seu twitter, compartilhou mensagens zombando da "jogada" do grupo bolsonarista; o deputado estadual Heni Ozi Cuckier, do NOVO, foi também na mesma linha:

"Calúnia e difamação via Fake News é o procedimento padrão pra desacreditar e tentar calar quem ataca o governo Bolsonaro, foi assim em todo projeto autocrático no mundo Foi o que aconteceu com o @arthurmoledoval no caso da "acusação" ABSURDA feita contra ele Isso é INACEITÁVEL!"

Inúmeros outros influenciadores - incluindo todo o time deste MBL -, bem como jornalistas, intelectuais e formadores de opinião, deram o tom crítico de repúdio à armação do Gabinete do Ódio.

É como falamos: o truque está cada vez mais manjado. Não resta mais ninguém na festa do bolsonarismo em queda...

continua em outra matéria