fbpx
Salvador
Vigilantes da UFBA encerram greve e aulas à noite são retomadas

Sindicato dos Vigilantes informou que, após reunião com donos da empresa e representantes da universidade, ficou garantida a manutenção do contrato com a instituição.

29/08/2019 20h12

Os vigilantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA) encerram a greve, na tarde desta quinta-feira (29). Com a decisão, as aulas da instituição, à noite, que chegaram a ficar suspensas por dois dias, serão retomadas nesta quinta.

Os trabalhadores, que são terceirizados, estavam em greve por falta de repasses da instituição à empresa, que gerou o risco de suspensão do contrato e demissão dos 383 vigilantes que trabalham nos campi da instituição.

Ao G1, o presidente do Sindicato dos Vigilantes, José Boaventura, disse que às atividades serão retomadas a partir das 19h desta quinta. Segundo ele, em assembleia realizada durante a manhã, os trabalhadores chegaram a votar pela manutenção da paralisação, mas voltaram atrás após uma reunião entre a Ufba e a empresa terceirizada.

“Após a reunião, um sócio da empresa conversou com a gente e garantiu que vai cancelar o pedido de suspensão de contrato com a Ufba”, disse Boaventura.

À TV Bahia, o sócio-diretor do Grupo Map, José Sisnando, confirmou a informação. Ele informou que a Ufba fez um pagamento, nesta quinta, de R$ 1,2 milhão, totalizando cerca de R$ 2 milhões somando o pagamento de quarta, de R$ 670 mil. Mesmo assim, a instituição ainda tem uma dívida de R$ 15 milhões com a empresa.

“Vamos ter uma reunião na próxima semana para elaborar um estudo e definir um cronograma de pagamento. Caso não seja cumprido, podemos reavaliar a manutenção do contrato”, explicou José Sisnando.

23 anos. Apaixonada por psicologia criminal, pelo liberalismo econômico e pelo objetivismo.