fbpx
Bahia
Governador do DF quer Geddel fora do MDB

“Não posso ficar no mesmo partido que quem foi preso por guardar R$ 50 milhões em malas”, disse

22/03/2019 09h34

O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha, recém-filiado ao MDB, em reunião com os caciques do partido, Renan Calheiros, Romero Jucá e Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel, disse que não quer fazer parte do mesmo partido que Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima, ambos presos.

O governador emedebista defende que é necessária uma renovação urgente para que o partido sobreviva e não sofra nas próximas eleições e, assim, ameaçou sair caso os correligionários presos não sejam expulsos, já que, segundo ele, não pode ficar no mesmo partido que alguém que foi preso por guardar mais de R$ 50 milhões em malas num apartamento, referindo-se a Geddel.

Afinal, disse que o partido está diluído no congresso, pois não possui porta-voz, apesar de ter 34 deputados federais e estruturalmente é como se não existisse.

Informações: BNews.

Natural de São Paulo, mas residente em Salvador, é ouvinte de Alborghetti desde 2005, leitor de Olavo de Carvalho desde 2007 e membro do MBL-BA e articulista para assuntos chineses do MBL Nacional desde 2019. Suas principais influências na escrita e no pensamento são Oscar Wilde, Camilo Torres, Arthur Schopenhauer, Roger Scruton, Santo Agostinho, Machado de Assis e outros.