fbpx
Bahia
Desembargadora nega pedido de subida de processo de Jaques Wagner para o TSE

O MPF acusa o senador de haver recebido 12 milhões de dólares

25/02/2019 11h54

Desembargadora do Tribunal Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Patrícia Cerqueira Kertzman Szporer negou monocraticamente pedido do Ministério Público Federal para subir processo contra o ex-governador da Bahia e atual senador Jaques Wagner (PT-BA) relativo à investigação Lava Jato.

A magistrada argumentou que o fato noticiado, em tese, ocorreu durante as eleições para governador do estado, de modo que fica afastada a hipótese de foro por prerrogativa de função (foro privilegiado).

Na mesma decisão, ainda, a desembargadora afirmou que não há “elementos indiciários mínimos” que possam incriminar o ex-governador.

O MPF acusa Jaques Wagner de haver recebido US$ 12 milhões em forma de caixa 2 durante a campanha de 2010, um relógio no valor de US$12 mil e, igualmente, repasses não declarados no valor de R$ 10 milhões.

Informações: Metro1.

Natural de São Paulo, mas residente em Salvador, é ouvinte de Alborghetti desde 2005, leitor de Olavo de Carvalho desde 2007 e membro do MBL-BA e articulista para assuntos chineses do MBL Nacional desde 2019. Suas principais influências na escrita e no pensamento são Oscar Wilde, Camilo Torres, Arthur Schopenhauer, Roger Scruton, Santo Agostinho, Machado de Assis e outros.