fbpx
Simões Filho
Coordenador do MBL Simões Filho faz denuncia sobre Câmara de Vereadores

Artigo feito por: Murilo Silva, coordenador do MBL Simões Filho.

04/09/2019 20h36

Simões Filho fica localizada na região metropolitana de Salvador e dá acesso a várias estradas importantes. A cidade tem a 7° maior arrecadação de impostos da Bahia e um longo histórico de violência. Mais recentemente foi considerada a cidade mais violenta da Bahia (dados do IPEA referentes a 2017 revelados em 2019). O atual prefeito é Diógenes Tolentino, o famoso Dinha que faz parte do seleto grupo de prefeitos que ganham mais que o Governador, mas o artigo de hoje não vai falar do prefeito e sim dos vereadores.
Em 2016, 19 vereadores foram eleitos para representar os anseios da população que vinha passando por uma administração catastrófica que deixou um rombo de mais de 300 milhões. Os edis eleitos vestiram o manto da renovação e bradaram por mudança logo no início de seus mandatos, porém não demorou muito para que, até os olhos menos atentos, percebessem que os vereadores em sua maioria eram mais do mesmo, a prova disso foi a aprovação de um projeto que garantia o 13° Salário para servidores (Incluindo os vereadores, prefeito e secretários) o projeto foi apresentado pela mesa diretora, na época presidida por Genivaldo Lima (DEM), hoje secretário de desenvolvimento urbano.

Durante a votação desse projeto 3 nomes se destacaram: Vel, Elimário e Boly Boly, se destacaram por serem contra essa atrocidade, chamando o projeto até de “imoral” mas não teve jeito, o projeto foi aprovado (os 3
vereadores que votaram contra o projeto doam o valor recebido para uma instituição de caridade) grave esses três nomes.
Agora que já te situei sobre as atividades da câmara, vamos falar de atualidade, até agosto de 2019 (mês em que este artigo está sendo escrito) a câmara de Vereadores já pediu crédito suplementar 3 vezes, no valor total de R$3.397.726,70. Esse número é quase o mesmo que foi destinado a secretária de cultura no LDO 2019 (R$ 3.647.768,00) ou seja enquanto a SECUT vai ter que investir esse montante ao longo do ano, em 8 meses os
vereadores já gastaram esse valor. Se fosse só isso já seria o suficiente pra você leitor estar indignado mas, estamos falando de Simões Filho, aqui é um universo paralelo onde não existe limite para o absurdo, ao menos é
isso que a mesa diretora presidida por Orlando de Amadeu pensa, já que em meio a toda essa crise enfrentada pela gestão eles resolveram levar para votação 2 projetos, sendo a resolução 002/2019 que tem um nome cumprido só pra esconder a real intensão que é atualizar uma lei que “dá” de presente um celular (sem valor especificado então pode ser um Iphone de 5 mil reais) e mais plano de dados e voz, tudo isso por conta da câmara de vereadores (ou seja, por dos pagadores de impostos), além dos vereadores, aparentemente alguns servidores também terão direito ao benefício como é o caso dos assessores (o que na cabeça deles faz sentido, já que se um vereador que recebe mais de 10 mil reais por mês não pode comprar um celular, os assessores que ganham cerca de R$ 1.000,00 também não conseguem. Ilógico!)

Como eu disse, esse projeto só atualiza um que é bem mais antigo, no documento aprovado esse ano, os vereadores vão ganhar um Upgrade e ganhar 5Gbs de internet + 500 minutos em ligações, essa atualização vai custar mais R$ 2.831,87, isso mesmo! Mas sabe por qual motivo? Porque os nobres vereadores gastam atualmente R$ 52.974,00 POR ANO! Eu não sou bom em matemática mas deu pra perceber que esse é um valor absurdo. Os vereadores passarão a gastar R$ 55.805,87 por ano e R$ 223.223,48 por legislatura, entende porque as coisas em Simões Filho não andam?
Um detalhe, eles usam a operadora Claro e no próprio site da empresa tem alguns planos, um deles oferece 5Gbs de internet + ligações ILIMITADAS por R$ 70,00 mensais. Em uma conta rápida, usando o plano de dados e voz da operadora claro como base:
O pacote sai por 70 reais, temos 19 vereadores
70×19= R$ 1.330 Esse pode ser o gasto mensal com o pacote de dados e voz
1.330 x 12 = 15.960 Esse pode ser o gasto anual e R$ 63.840,00 é o valor gasto por mandato com essa regalia para os vereadores, ai fica a dúvida, porque eles não assinam esse pacote mensal e economizam o resto do dinheiro? Ou melhor, porque eles mesmos não pagam seu pacote de internet e ligação? Eu respondo! Bem estar do povo não é prioridade.
Consegui te indignar o suficiente, né? Mas calma, estamos falando de Simões Filho, lembra?

No mesmo dia, a mesma mesa diretora também levou a votação o projeto 003/2019 que nada mais é que alugar um carro para cada vereador, isso
mesmo, você ai, morador de Simões Filho, vai pagar para o vereador que você gosta (e os outros 18 que você não gosta) passear de carro, e mais uma vez não termina ai, no documento preliminar (apreciado na primeira sessão) consta um número bem estranho. Confira a seguir:

Foto do diário oficial N° 1028 (que foi curiosamente removida do portal de transparência).
Na imagem eles sugerem que o valor mensal que pode ser gastado com gasolina é de R$ 2.000,00. O que é extremamente absurdo! Sendo que o valor extrapola e muito a necessidade de viajar dentro do município. Um detalhe importante é: no documento consta o nome “Modelo” então não podemos tomar esse valor como verdadeiro e sim como um exemplo do quão descolada da realidade nossa política pode ser.
Não é difícil achar notícias sobre a péssima gestão que a cidade vem passando, os problemas são tanto estruturais quanto administrativos e isso não é proeza do prefeito atual, há bastante tempo a cidade vem sendo jogada pra baixo. Mas no ano da eleição sempre aparece um “Salvador” que vai consertar tudo e renovar a política.
Aqui os políticos até tem partido mas não tem ideologia política, aqui PSD apoia DEM, e PSL vira PSD, tudo isso por mero capricho. Simões Filho poderia ser Wakanda mas está virando Cuba.

23 anos. Apaixonada por psicologia criminal, pelo liberalismo econômico e pelo objetivismo.